quinta-feira, 21 de julho de 2011

A maior vingança é ser feliz!




Há quem perca tempo da sua vida planejando a vingança, não sou uma dessas pessoas graças a DEUS! (também só faltava essa né, já perco meu tempo com tanta coisa desnecessária imagina uma tão ruim assim). Eu não julgo sabe, eu sei que quando alguém faz uma maldade com a gente, e sentimos uma dor imensa a primeira coisa que pensamos é como esse(a) fdp vai me pagar? Isso comigo dura uns 10 segundos, porque depois vem a minha verdade "E ai? Isso vai fazer a minha dor passar?".



Ano passado tive uma desilusão muito grande, foi uma dor sem precedentes porém foi nela que encontrei quem sou eu. Eu poderia ter me vingado, ou então feito algo de ruim a quem me causou tanto mal. Mas sinceramente? Eu optei por sentir a dor e superar. Chorei muito, me desapontei demais, ainda fico triste ao pensar no assunto PORÉM, passou.



Hoje não sei como está a vida de quem tanto me feriu e honestamente nem me interessa saber. Estou tão feliz com a minha, com meus objetivos alcançados que simplesmente não importa mais.



Felicidade é se ouvir, seguir os próprios instintos, fazer a própria vontade e não depender de ninguém.


Então para todos que já desejaram o mal ou fizeram algo errado para você, segue meu conselho... Não se preocupe em retribuir, na verdade nem se preocupe com essa pessoa. Chore o que tiver que chorar, sacode a poeira, deixe para trás o que tiver que deixar e simplesmente siga em frente. Escute a si mesma que jajá você irá dizer a essas pessoas pequenas uma frase:



Chupa essa manga meu bem.


segunda-feira, 30 de maio de 2011

Jogando o Jogo Dele






Hmmm toda vez que escuto a amargurada frase "Agora vou jogar o jogo dele" eu penso vai dar merda... E inevitavelmente DÁ!






É bem simples, quando as coisas não estão caminhando como gostaríamos (o cara está te desprezando/humilhando/rejeitando/usando e outros ando a mais) nós desesperadamente resolvemos na nossa mente doentia que iremos ENTRAR NA DANÇA, JOGAR O JOGO. E lá vamos nós com nosso pobre peão enfrentar o MESTRE DO XADREZ. Vendo assim parece muita burrice e o é. Se vc ainda não entendeu a analogia vou explicar.

Por exe: o cara não te trata como vc gostaria, na verdade ele só liga quando ele quer algo, você obviamente se frustra pois não está sendo tratada como merece ou gostaria. As vezes a sua reação durante um momento de lucidez é "decidir" dar um basta, pensa Chega, agora eu quero que ele que se dane vou viver a minha vida! Aí dá cinco minutos está em prantos com o celular na mão com a pergunta - ligo ou não ligo? e o cara de boa cagando e andando para vc... Uau que super controle da sua vida né? Não me entenda mal, não estou julgando nem tirando sarro, (as vezes escrevo ironizando mas é meu jeito) pois já passei por situações assim, na verdade falo pq tenho conhecimento de causa. Voltando a comparação, ou agimos tentando ROMPER do nada tudo (como se desse) ou então nos enganamos pensando "AHHH é assim que ele quer? Então tá vou jogar o jogo dele." E ai planejamos dentro da gente o seguinte: toda vez que ele não me ligar, me desprezar rejeitar e o pacote todo humilhação, eu vou fingir que não to nem aí!!! Vou continuar com ele só para ver aonde vai dar. Detalhe a gente ja sabe bem aonde vai dar... ou na fossa-sofá ou na cama chorando. Que raciocínio idiota esse que nos acomete nessas horas se me permite acrescentar.


Idiota por dois motivos:


  1. Vc sairá magoada de qualquer jeito pois ele não mudará com vc (qdo um homem te coloca na posição de reserva* vc não vira titular nunca isso é fato);

2. Vc não pertence a esse jogo. Vc nunca vai se sentir feliz com uma ponta de atenção, dedicação etc; no fundo você nunca irá aceitar que seja a reserva na vida dele (A verdade é que a gente sabe mto bem, porém não queremos enxergar). O cara não precisa necessariamente ser um monstro um galinha um tarado maníaco, as vzs acontece dele não se apaixonar ou não corresponder...fazer o que... Já aconteceu comigo o contrário. O cara era legal, bonzinho, trabalhador, inteligente poréeeeem! Não me apaixonei, sabe quando você sente que não é ele? (como no meu jogo não há reservas, só tem um titular, e se ele não se encaixa eu termino ali a "peneira"). Pois bem, ai bate aquela duvida aiiih será que eu só gosto de cara cafa? Mas não é isso. A verdade é que nem sempre acontece de nos apaixonarmos e querermos algo sério. Do mesmo jeito com eles, não estou defendendo calma. O problema dos caras é que eles não FALAM não terminam. Ficam naquele "não caga e não sai da moita", ou porque não querem te magoar, ou pq são covardes, ou pq querem te comer ou continuar te comendo, ou pq sao uns cretinos, ou pq são tudo isso e mais um pouco. Esse é o GRANDE ERRO DELES com a gente, a FALHA DE CARÁTER. Não há sinceridade. Por outro lado eles alegam que as atitudes falam mais alto (verdade mas e quando a gente está temporariamente tampando os ouvidos?).



reserva*- Homens são assim, as vzs eles ficam com várias, de repente conhece uma que parece diferente aos olhos dele e aí se apaixona e não quer mais as outras (porém as outras já estavam envolvidas e ai vem o drama). Ou então nem tem uma tal que ele olha com outros olhos, ele ainda não a conheceu, enquanto isso fica saracuteando com várias (e as vzs damos o azar de ser uma dessas). Isso que quero dizer reserva. Ele só te liga quando quer, não há compromisso, responsabilidade afetiva nada, só tapa buraco. E como dói ser reserva né?



Não há como misturar o joio no trigo ou óleo na água. Não adianta você querer jogar um jogo que você sabe que irá te prejudicar. Como opção tente fortalecer o seu eu interior, definindo objetivos para sua vida, traçando metas, fazendo coisas que goste que tenha prazer. A felicidade seria muito desgraçada se ela viesse em apenas um aspecto das nossas vidas. Ter uma relação com um homem é delicioso mas ter uma relação com si mesma de auto conhecimento e respeito é uma dádiva. Aumente sua relação com você mesma assim você começa a enxergar as coisas como elas são. Busque terapia se necessário (eu faço e recomendo) não é vergonha buscar formas de equilibrio.



Resumindo: Não adianta querer jogar esse "jogo" pois você não pertence a este "tabuleiro". (Seu jogo é outro entende?).


terça-feira, 24 de maio de 2011

Há luz no fim do túnel SIM!






Oi meninas =)


Depois de algum tempo fora eu voltei (jura? que novidade né..rs). Cada vez mais eu vejo e ouço mulheres repetindo o quase mantra "não há luz no fim do túnel, meu coração não me obedece, preciso recomeçar". Eu entendo pois já passei por grandes desilusões amorosas, gostei do cara errado, já levei bolo, já me iludi e fui iludida resumindo, já me fudi também!


Fico muito triste quando percebo que há uma grande parcela de mulheres que generalizaram e aceitaram a tristeza como companheira e a desilusão como madrinha (logo a 'autopiedade' acompanha as amigas)... Fico triste de perceber que pensam que não há luz no fim do túnel e assim vão sobrevivendo como podem (ou como acham que podem) e continuam "vivendo" uma paixão, amor, ou seja lá o que for, como se fosse a coisa mais importante na vida. Eu não sou melhor que ninguém, eu ja tive esse momento presa na própria armadilha também mas graças a Deus passou há muito.


É triste demais você perder o prazer por si mesma e de repente depositar toda faísca de alegria em um cara (chega a ser desequilíbrio), e quando ele está preocupado demais vivendo a vida dele ou simplesmente não está afim de você, pronto. A vida toda é uma merda, seus sonhos sorrisos e felicidade vão para o vinagre! E aí, bem, aí o fim do poço vira moradia.


PELO AMOR DE DEUS, não só há luz no fim do túnel como o túnel dá em algum lugar. Ninguém para pra pensar nisso né? Somos tão egoístas que só pensamos na gente... no nosso sofrimento, na nossa desilusão, na nossa tristeza. E nos outros? Na sua família, nas suas amizades... Na hora da tristeza só o EU importa. Tem amante de homem casado que se sente injustiçada, tem menina que fica correndo atrás de cara que cansa de chutá-la e se sente enganada... Minha filha acorda! Você é responsável pelas suas atitudes e pelo modo que está vivendo.


Como sempre, darei um exemplo pessoal. Há tempos aconteceu algo totalmente inesperado, algo que me marcou muito, que me feriu. Para variar foi no relacionamento com a pessoa amada. Quando aconteceu tive duas certezas: que não sou nada covarde a ponto de desistir de viver (mesmo passando por uma dor agúda nem pensei em suicídio- sabe como nós somos dramáticas e sentimentais), e que nem todo mundo sabe quem realmente é (e quem quer ser). Eu graças a DEUS sou extremamente decidida e sincera. Se eu quero eu quero e pronto ninguém tem nada a ver com isso, e se eu não quero você saberá. Sei muito bem quem eu fui, quem eu sou e quem quero ou não ser. Meu erro foi partir do princípio que todas as outras pessoas também são assim. Voltando ao fato dramático, foi um baque, me vi de frente para dois caminhos acreditar que há mudança quando a pessoa quer, ou não e terminar ali (tudo é bastante simples basta saber analisar). Eu preferi o caminho de acreditar na mudança e honestamente hoje eu sinto uma diferença nítida. Dá até orgulho de falar, esse é o meu namorado. Dei uma chance para quem queria uma chance e fez por onde. Antes em outras relações eu dava a chance a quem nem havia pedido. Mulher tem disso, distribui chances para quem nem quer. Se o cara gosta mesmo de você ele vai fazer o que puder (e o que não puder) para provar por A+B, e não só choramingar e falar. Eu antes ouvia isso e dúvidava mas hoje eu sei pois vivo essa transição...

Resumindo, passarinho que come pedra sabe bem o c* que tem. Eu arrisquei, poderia ou posso me decepcionar novamente? Sim. Porém não vou distribuir mais uma chance para quem provou não merecer.


Hoje secretamente (agora nem tão secretamente assim) agradeço pelo que aconteceu. Não me sinto humilhada nem triste. Me sinto agradecida pois tudo mudou. Há sinceridade, entrega, carinho e dedicação de ambas as partes... Juro que me surpreendi e surpreendo com a mudança tão nítida e radical...Ahhhh é uma outra vida. Então Muito obrigada Senhor por tudo de ruim que aconteceu, pois foi o trampolim para tudo mudar. Quando menos espero atitudes dele fazem eu me sentir mais valorizada ainda.


Aprendam, quando o homem quer, ele te liga, te procura, prova e muda. Se ele não quer, aí é problema dele você tem mais é que seguir sua vida. Experimenta não procura-lo...adivinha o que vai acontecer? Ele também não vai procurar por você a não ser que queira algo rápido, se é que me entende.


Vai muito do sentimento de cada um mas na minha opinião quem quer mudar muda e não volta a cometer as mesmas falhas. Não existe inocência no erro, nem traição que não é pensada.


É uma questão de prioridade sabe...Se o cara não liga e faz merda, tá na cara que tem outras prioridades, e não sei quanto a você, eu prefiro ser uma das top 3 (família, amor e trabalho). Poderia ter sido diferente? Poderia. Mas há momentos que devemos escolher e arcar com as consequências dessa escolha. Eu escolhi ficar mas em outras relações escolhi sair. Não há uma regra. As únicas perguntas que você deve se fazer são:


- Esse "amor" será que é amor mesmo? (Lembrando que Amor é Bilateral e não uni);


- É uma relação ou eu é que estou querendo que seja? (honestamente, a gente sabe quando o cara está nos usando);


- Até que ponto eu sou a "vítima"?


Há luz no final do túnel sim, mas para quem abre os olhos e resolve enxergar.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Esperamos demais ou eles fazem de menos?



Ah vai... Quem nunca quis ganhar uma rosa vermelha que atire a primeira pedra! Nem precisava ser daquelas colombianas super caras. Você já se pegou pensando "Ai como eu gostaria que ele fizesse tal coisa!"? Pois é.



Resta a dúvida, nós mulheres esperamos demais? Sonhamos demais? Assistimos novelas mexicanas demais? yes for me. Ou são eles é que fazem de menos?



Nota para os homens se é que algum lê meu blog: Mulher valoriza demonstração de afeto em público pois para a gente, se o namorado manda algo fofo no facebook (exe) significa que todos os amigos viram, todas as piranhas* viram, todo mundo dali viu...Logo ele não tem vergonha de nós, logo nos ama de verdade. (raciocínio besta para alguns mas é verdade)



Inúmeras mulheres esperam mais do namorado. Mais demonstrações de afeto, mais carinho, mais declarações, mais sms's, mais, mais, mais!


Somos insaciáveis? Egoístas? Ou poderia existir um meio termo na relação?



Geralmente quando julgo que mereço algum extra fico nervosa - vou chamar de extra declarações, presentes e surpresas. Fico esperando, agitada... Igual criança na véspera de Natal. e aí quando não recebo nada (nem um mísero sms) fico desapontada, chateada e...é claro sobra para ele. Mesmo não querendo descontar, a gente desconta. E aí se ele tinha algo planejado ele "broxa". Entendeu o raciocínio? Nos julgamos merecedoras, esperamos ansiosas e quando não acontece nos desapontamos (e inevitavelmente descontamos nele). Esse é o nosso problema. Deixando claro aqui, não é ruim desejar algo a mais, ruim é ficar na expectativa e se frustrar.



Óbvio que nós não queremos ganhar nenhuma jóia da coleção nova da H.Stern, para falar a verdade a gente até quer obvio cada coisa linda, mas quando a gente gosta de verdade fazemos de tudo para que ele não gaste aquilo que não tem, e ficamos contente em ganhar nem que seja um chaveiro com a inicial do nosso nome. Afinal o que vale é a intenção e mais, o que está por trás do presente é o que conta. O fato de ter lembrado de você, de querer te presentear... Obvio que essa tese cai por terra quando o presente é vagabundo demais - aí é f*&da - Tipo uma meia que eu ganhei em um amigo secreto da quinta série! Fiquei p...Trauma total, até hj não esqueço.




É importante levarmos em consideração um fato primordial: homens não são como as mulheres. Eles não FALAM para expressar seus sentimentos nem compram utensílios domésticos para a sogra porque estavam na promoção. Na verdade eles demonstram de forma bem diferente. Já percebeu que tudo o que você dá para seu namorado é exatamente o que gostaria de receber? Continuando o raciocínio, é fato que eles pensam diferente PORÉM, TODAVIA, ENTRETANTO...Se nós podemos planejar uma noite ou presente especial, ELES TAMBÉM PODEM. Só devemos saber se eles não querem fazer isso, ou, se eles não sabem fazer isso.



Quanto mais eu aprendo sobre relacionamentos, mais eu entendo que conversar expor o que sente é a chave para dar certo. Converse com ele (até para conversar com eles devemos escolher um momento certo, nada de querer falar durante o globo esporte). Explique para ele o quanto você fica feliz de ganhar algo, de receber um carinho...O quanto pequenas coisas IMPORTAM para você. Faça a sua parte sabe, falar para o companheiro o que é importante para nós é metade do caminho. A outra metade é com ele. Se ele tentar mudar, tentar te agradar, você com certeza vai perceber, e vai entender que ele não sabia fazer algo assim. Agora se depois da conversa ele nem tentar, então é porque ele não quer fazer algo assim.



Lembrem-se: O Homem quando gosta de verdade, quer ver sua parceira feliz e faz o que pode e o que não pode para agradar... Então...Analise bem se ele não sabe, ou se não quer!



domingo, 13 de março de 2011

O que os homens querem?



Prestem atenção na revolta da garota. Meuuu! se preparem...

Estava em casa assistindo TELECINE - filme A Outra- A história das irmãs Bolena e do safado do Henrique VIII. Tirando que o ator que o interpreta é o ERIC BANA, o personagem é um escroto! Ridiculamente manipulado, nada fiel e FRACO. Eu ficava de boca aberta, o cara só se sentia ligado a uma mulher quando ele não conseguia tê-la (vc deve estar pensando Uau cade a novidade disso). Chegava a ser ridiculo. A Natalie Portman (Ana Bolena) deu um show na interpretação, como sempre, e nos momentos em que ela estava com o Henrique na palma da mão dela, ele parecia um cachorrinho. Em compensação quando ele teve o que ele queria, a história mudou.


Os homens são engraçados (para nao dizer outra coisa). Vivem falando que desejam uma mulher fiel, comprometida, boa (de tudo) e aí quando encontram falam que precisavam de um pouco mais de insegurança... Para mim quem fala isso precisa mesmo é de uma boa surra. A verdade é que são poucos que sabem o que querem...Na verdade mal a gente sabe!


Sinto um verdadeiro incomodo quando eu percebo que os homens são falsos, e tendem a jogar a culpa nas mulheres. Isso chega a me dar raiva. Que fraqueza é essa que os impede de assumir seus próprios erros e falarem "EU ERREI, ME DESCULPE". Será que exige TAAANTO assim?


Aí vem aquelas frases pré-fabricadas "Homem gosta mesmo é de mulher fácil"... Será? Olha eles podem até gostar, contanto que deixem claro isso. Aí cai quem quer. É um trilhão de vezes pior quando o cara simplesmente não sabe o que quer e fica no clima "Deixa a vida me levar, vida leva eu". Porque muitas vezes ele quer uma mulher disposta a se comprometer, a quem ele possa apresentar aos pais, porém também quer fazer sexo sem compromisso ou se sentir livre (até parece que a gente prende neles uma bola de aço no tornozelo).


Homens (agora é com vcs), por favor, sejam mais sinceros! Tem um bando de mulher por ai que adora uma relação casual, com certeza estará se lixando para seus problemas e vai adorar que você pague uma bebida a elas e depois ..."PEI".... (dispensa explicações). Para que ficar enrolando mulheres que desejam mais? É comodo para vc ter alguém em quem confiar e ao mesmo tempo farrear escondido... Assumam, caiam na gandaia e deixem a moça com quem estava se relacionando FORA DISSO. Se você homem, quer ter os 2, filho vai se f*der.... Aprenda a ter maturidade de assumir o que você deseja para sua vida e ponto. Sejam honestos!

Vc deve estar pensando, tá e o que a Ana Bolena tem a ver com isso? Ela foi manipuladora, se aproveitou da fraqueza do tonto para chegar aonde queria. E quando chegou? Perdeu a cabeça (literalmente) por isso. Não sou a favor de manipular ninguém, mesmo um babaca infantil e infiel - quero deixar bem claro... A moral da história para mim: homens são covardes, tem medo de assumir o que realmente querem, e pior, são egoístas...Alguns quando encontram uma mulher "para casar" eles ainda querem a "para farriar" e aí traem... oq nós podemos fazer? Ficarmos atentas a pequenas pistas... Falhas de caráter desses caras indecisos... Uma hora a verdade aparece, nenhuma máscara dura a vida toda (Tiger Woods que o diga!).

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Quando só o perdão não basta.



Existe todo um mistério em torno do "tema" PERDOAR. Rola aquela angústia, perdoar ou não?

Até no pai nosso: "Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tenha ofendido". Aham, vai pensando que é fácil...


Se você conseguiu perdoar, parou de sofrer com o que passou, teve provas por A + B que realmente houve mudança no outro AÍÍ sim! Que bom! Fico MUUUITO FELIZ POR VC! (pode até parar de ler esse post).


Agora quando você perdoou e mesmo assim não adiantou...


Quando o parceiro erra conosco (seja mentindo, traindo, escondendo etc) e nós descobrimos, o primeiro impulso é querer se afastar daquilo que te causou dor (até aí normal, uma criança sabe que ao colocar a mão no fogo a primeira reação é retirar rapidamente a mão da chama).

Mas depois do afastameto inicial, vem todos aqueles pensamentos confusos, tentativas de amenizar o que ocorreu - vulgo se enganar- e aí que os problemas começam. A gente sempre insiste no que não deve, já percebeu? Se teve alguma coisa que começou errado, pensa bem se vale a pena insistir. Perdoar é sim muito bonito, mas a pessoa deve merecer. E quem merece, fala a verdade sempre e MUDA. Se ele não falou a verdade e você descobriu algo por "outros meios", mais uma prova que ele não queria se expor, e provavelmente iria continuar com o comportamento errado.


Quem erra sabe que está errando, quem perdoa, deve no mínimo saber o que está perdoando.


Se ele não contou, ou se desperdiçou mais uma chance que você deu, filha, dessa vez pelo amor de DEUS chute esse cara. É um pensamento muito limitado achar que "é o que tem para hoje". Chega a ser medíocre. Temos que saber quem somos e o que merecemos. Não adianta dar murro em ponta de faca, ninguém muda ninguém. Pronto e acabou. Simples assim.


Chega a dar alívio quando saímos de uma situação sufocante como essa. Leia de novo. Chega a dar alívio quando saímos de uma situação sufocante como essa. Agora para e pensa, você quer uma relação que te angustie a ponto de sentir alívio quando se livrar dela?


se vc respondeu SIM- Melhor rever seus conceitos. O que houve com o desejo de ser bem tratada, valorizada e amada? Foi trocado por um "Ah, eu gosto tanto dele", "Ele vai mudar", "Ele mudou", "Ele mentiu para não me magoar". Menina acorda. Você tem que saber que merece mais!!!


se vc respondeu NÃO- GRAÇAS A DEUS!


As pessoas vivem mostrando quem são a você, ai vai de você querer enxergar e tirar a "mão do fogo" ou não.


RESUMINDO. Se, quando sentirmos dor percebermos que não precisamos passar por isso, nos retirarmos da situação, assim como tiramos a mão quando sentimos queimar, com certeza teríamos menos tristezas e decepções em nossas vidas.

sábado, 8 de janeiro de 2011

Eu simplesmente não estou mais afim....E agora?


Há quem leia o título e pense "Han?". Escrito a pedido da minha amiga A que enfrentou bravamente essa situação (assim espero rs).




Pois bem ávidas leitoras, se me perguntarem se é possível se interessar por um cara, e depois perder o interesse, eu respondo: é possível. Veja se você já passou por essa situação: Você conhece o cara, tudo vai bem, ele demonstra que é diferente dos outros... Te trata feito uma princesa! Que ótimo! aquele sentimento de "AGORA VAI!" vai crescendo no peito até que... PUF.... aquele empolgol que vc estava tomando se vai, e de repente você não quer mais vê-lo e sente pena ao pensar "Como vou dispensá-lo?". Para piorar ele liga sempre, manda recados fofos por sms, msn... Envia os emails de "Bom dia!" que você tanto já quis receber de alguém... E ai ele fala "Eu te adoro!" (próximo passo será o eu te amo!) e aí? E aí que você está em uma situação no mínimo chata (para não dizer foda!). Sabe por que? Por que você pode até pensar de forma egoísta e achar que é muito legal ter alguém que queira estar com você, porém é justo com ele? Se você não quiser verdadeiramente o mesmo que ele, uma hora vai transparecer e ele ficará magoado.

A gente se sente "do outro lado da linha vermelha", de repente somos o "homem" da relação.

E aí vem aquele turbilhão de emoções... Pensamos "Será que eu não gostei dele pq ele me tratou bem?","Será que eu sou, a cafa da história?"! "Será que eu só gosto de homem cachorro?".

Nada disso meninas, esse tipo de questionamento só nos angustia! Você sabe bem que não dá para controlar os sentimentos e quando a gente gosta de alguém porém vê que gostaria que a pessoa fosse diferente, não vai dar certo... "Ah se ele fosse mais atirado", "Ah se ele fosse menos atirado", "Ah se ele fosse menos acelerado", "Ah se ele fosse mais alto", "Ah se ele fosse mais magro/gordo/moreno/loiro/barbudo/sem pêlos".... Enfim... mulher tem disso. Não somos SUPER EXIGENTES, só sabemos o que queremos ué...


Resumindo mulherada, se você está com alguém que você olha e não pensa "Hmmm! como ele é TUDO" - mesmo que para os outros não sejam. Rapa fora!


Seja sincera com ele (na medida do possível, afinal ninguém gosta de ouvir "Ah entao, é que percebi que perdi o interesse em você"). Explique que você estava sim gostando dele, e empolgada com a situação, porém percebeu que não é exatamente o que deseja nesse momento ( se envolver, começar uma relação- e não é que você não queira namorar, você até quer, mas sabe que não será com ele). Ele tem o direito de ficar sentido - assim como vc já ficou quando aconteceu com vc- porém o segredo está em ser polida e objetiva. Nada de ficar enrolando o pobre moço. Pense que ele tem o direito de ser feliz e ser amado por completo. Se coloque no lugar dele, você iria querer ficar com alguém que pensasse "Ah se ela fosse mais magra/gorda/simpática/loira/morena/inteligente etc etc". A resposta é Não! Afinal todos querem ser amados como somos, defeitos e qualidades.


É chato demais. Poxa o cara foi super legal com você mas.... Não rolou! Por outro lado essa situação é boa, para você ver que as vezes que um cara não estava afim de você, e te dispensou não era nada pessoal... Simplesmente você não era a "outra metade" dele... Acho que se tivesse aprendido isso antes, teria poupado alguns litros de lágrimas né? Lembrei de um episódio de Sex and The City, em que a Miranda é dispensada por um cara e se sente libertada quando percebe que "Ele simplesmente não estava afim", ela para de ficar pensando que algum possível defeito dela é que afastou o cara... É simples, quando não é para ser (e sabemos disso), para quê postergar uma decisão inevitável? Melhor cortar antes que alguém possa sair ferido disso.


Boa sorte a quem está passando ou passará por isso... Minha vez já foi há uns 2 anos e sei que não é bolinho! E hoje posso dizer que uma relação recíproca (quando você o ama tanto quanto ele te ama) é a melhor coisa do mundo pois com defeito sem defeito, com ou sem bafo de manhã, mal humorado bem humorado, com ou sem dinheiro um está ali para o outro.


A verdade sempre é a saída (um pouco mais branda afinal levar toco não é facil, e você vai se surpreender ao descobrir que dar um também não! rs).

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

A dor de uma traição...



Acho que nunca abordei um tema bastante delicado aqui no blog, e decidi dar mais atenção para falar sobre isso.


Tirando todos aqueles adjetivos clichês "chifruda", "corna", com direito a música de fundo "Ser corno ou não seeer!", uma traição do parceiro muda tudo. Um dia criamos sonhos, planejamos, participamos de festas de fim de ano com família, gato, vizinho, periquito; no outro descobrimos que tudo não passou de ilusão. A pessoa que tanto amávamos tornou-se uma estranha com atitudes que você jamais desconfiaria.

Nos sentimos burras, cegas, com medo... Pensamos "quantas vezes ele olhou em meus olhos e mentiu?", "quantas vezes ele pensou em outra pessoa quando estava comigo?".

É uma dor incomparável, principalmente quando se amou tanto que esqueceu de si mesma (erro número 1 entre as mulheres).

Como uma cólica insistente ela vem e dá aquela pontada dolorida... Parece exagero mas conheço mulheres que após uma traição tiveram inúmeros pesadelos e até acordam no meio da noite chorando.

Para piorar tem homem que é covarde, inventa desculpas estrategicamente mirabolantes, o que é pior, porque sofremos a mesma coisa, e a pontada de esperança fica ali, como se fosse um advogado de defesa sempre lembrando de algo bom, alguma possível "prova" que o inocente para tentar contrabalancear os pensamentos ruins. Se esse for o caso o traidor "não fui eu", use sua razão para analisar as justificativas dadas pelo que quer que ele tenha feito, analise.

Veja se de fato ele se contradiz em algum momento ou se é sua insegurança. Dificil é deixar a emoção de lado e tentar ser racional. Leia essa matéria: http://mulher.terra.com.br/interna/0,,OI1750703-EI1377,00.html


É díficil, doloroso, nos faz sofrer. Tenho um amigo que não ve isso como algo tão difícil, para ele é simples. Se houve traição e vc pegou no pulo, a fila anda. Graças a Deus que você descobriu a tempo (seria muito pior casada com 2 filhos e dívidas conjuntas).

Eu sei que é como se tivesse levado uma machadada nas costas, é compreensivo ficarmos desoladas, depressivas, e até querendo dar o troco (como se isso fosse estancar o sangramento que jorra de dentro de você). A gente pensa "chumbo trocado não dói", ou dá um sorriso diabólico quando escuta o refrão de um funk chave de cadeia "segura esse chifre quero ver se vai doer!".


A verdade é que o ser humano é vingativo. E nós mulheres, quanto maior a doação feita para que o relacionamento desse certo, maior a desilusão e a raiva.

Já passei por uma situação assim, e meu primeiro pensamento foi "Filho de uma puta, aqui se faz aqui se paga!", mas depois lembrei instântaneamente da frase que minha mãe me ensinou: Nunca deixe que os erros e maldade dos outros superem o que é correto e a bondade dentro de você. É difícil manter o sangue frio, mas a maior recompensa é você saber que não há necessidade de dar o troco afinal você não é da mesma laia que ele. Você tem caráter. Sabe como é gratificante colocar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilamente.


Se você está sofrendo e foi "vítima" de uma traição, não fuja de quem você é. Não faça nada que futuramente vá se arrepender. Pegue o conselho do meu amigo, e tome-o para si. Deixe o que é de ruim para trás, não tente mudar sua essência e simplesmente saia andando. Chore o que tiver que chorar, mas nunca se rebaixe ao mesmo patamar daquele que agiu de forma monstruosa. Não é exagero chamar alguém de monstruoso porque traiu, quem não leva em consideração o seu amor, dedicação, sonhos, planos, seu tempo, sua família, não merece uma só lágrima sua, quanto mais um possível peso na sua consciência caso você resolva virar aquilo que não é.


Sempre me falaram mas eu só fui notar a verdade nessa frase: a maior malandragem é ser honesto. Saber que é uma boa pessoa, digna de amor, carinho, fidelidade e dedicação não tem preço. Sabendo disso, para que chorar? Agradeça a Deus a oportunidade de recomeçar, de se fortalecer (o que não mata fortalece) e bola para frente.