quarta-feira, 1 de abril de 2009

Enquanto isso, estou bem obrigada!




Muitas vezes depositamos um bem precioso nos ombros do parceiro (ou futuro parceiro), nossa tranquilidade e posteriormente a nossa felicidade... "Se ele não me ligar em meia hora, nunca mais atendo ele!!" - meia hora depois - grudada no telefone a tal ponto que se alguém da sua casa quer fazer uma ligação, você oferece o celular (só para garantir).

O telefone não toca e você sente a pontada, aquela conhecida sabe, a chamada decepção.
O que é isso meninas? Que situação mais incomoda que nos colocamos (ou deixamos acontecer). Se ele não ligar para você quando disse que iria, das duas uma, ou ocorreu alguma situação grave que o impediu (se for essa ele vai ligar, nem que seja depois, para se retratar), ou então- prepare-se que essa é forte - ele não quis.


Essa última tem direito a sonoplastia ("CRASH") pronto, lá se foi metade do meu coração (nós somos dramáticas não?). Mas falando sério, o desapontamento é péssimo deixa a gente sem vontade de acreditar nos outros... Sem vontade de agir da forma certa, vem aquele pensamento "afinal, fui certa a vida toda e só apanhei, o que é que estou ganhando com isso?"

Mas depois a razão volta, e uma coisa me ensinaram e eu jamais esqueci. O que é certo é certo, e se você está agindo de forma honesta e bondosa, não há o que temer ou mudar. Se ele não sabe valorizar isso, problema é dele, antes só do que mal acompanhada... Enquanto isso, estou bem obrigada!