domingo, 27 de setembro de 2009

Ou dá ou desce!


Acho que todas nós já passamos por uma relação que de tão cansativa e desgastante, chega uma hora em que é necessário tomar um posicionamento.

Que os homens são folgados e se acostumam rapidamente com o que não devem isso é fato, mas nós temos culpa no cartório. Queremos tanto que de certo, que facilitamos tudo, transformando a estadia dele em nossas vidas algo extremamente confortável a ele, e doloroso a nós.
Isso está errado. Tenho certeza de que você quer alguém que QUEIRA estar com você, ouvir sua voz, aparecer de surpresa para te dar boa noite. E não você ter orquestrado tudo habilmente de modo que você se encaixe na agenda dele.
Isso dói. Estar nos braços dele, sentir que é única, é algo que não existe palavras para explicar. Eu entendo, mas como você se sente quando ele coloca a calça e fala que tem que ir? Como se sente quando ele fala "ligo em um minuto" e horas se passam? Ou então cada mínima ação dele demonstra que você é a última na lista de prioridades dele? E eu te respondo: você sente-se um lixo. Mais pelo fato de que você mesma se recrimina por prestar tal papel, do que pela atitude dele em si. Aí vem a apelação número um, "Eu gosto dele, o amo, por isso aceito". Querida, você pode amá-lo e se entregar de corpo e alma, a questão é - e ele?
Do mesmo modo que você deseja ter um namorado, alguém que você possa contar nas situações mais difíceis de sua vida, que lhe faça sorrir só de ouvir sua voz, e seu coração dispare ao avistar sua face - e você tem direito de querer isso - ele tem o direito de não querer. Simples assim. Só que as coisas devem ser colocadas em pratos limpos. Se ele não tem caráter para dizer "Olha benzinho você é só mais uma transa gostosa e quero que continue assim", você tem que ter coragem de dizer "Olha meu amor, eu mereço mais que isso e me recuso a fazer tal papel, ou temos algo sério, ou melhor parar por aqui" - e realmente parar de se prestar a essa situação.
A gente tem medo né? De colocá-lo “na parede” e ele sumir. Por isso é tão difícil! Aí você me fala "Larissa uma coisa é falar outra é fazer” concordo plenamente, e eu não escrevo nada aqui, que já não tenha passado. Homens só respondem a atitudes. Palavras eles ignoram, pensam “aaah, ela vai ficar me enchendo? Vou sumir por uns tempos e aí veremos que manda”. Já atitudes os desnorteiam, “Nossa, ela sumiu! Deve estar falando sério! Melhor eu dar um jeito nisso”.
A primeira pessoa a quem você deve ser fiel, é a si mesma. Seja corajosa, é a sua felicidade que está em jogo. Pode doer agora, mas nada acontece por acaso. Se você quer tentar ser oficialmente a “disk-sexo”, com toda minha sinceridade - Boa Sorte! Mas lhe aviso, passarinho que come pedra sabe bem o c* que tem.
Seja fiel a você. O maior segredo é manter sua posição, por mais difícil que seja.

sábado, 5 de setembro de 2009

Por que os homens amam as mulheres poderosas?



Nunca imaginei que me sentiria assim. Tranqüila, calma, segura, especial... Simplesmente poderosa.

Por que os homens amam as mulheres poderosas? Por que elas se amam em primeiro lugar.


Analisando a Larissa de um mês atrás e a de agora a diferença é espantosa. O que aconteceu? É bem como falam, quando a gente começa se amar e se respeitar, as coisas mudam (incluindo aquela coisa de mais ou menos 87 kg do sexo masculino que tem, ou tinha, o poder de lhe fazer sorrir ou chorar- ele).
Eu quando ouvia ou lia isso pensava "Aham, tá! Não precisa ser tataraneta de Einstein para saber disso, mas como fazer?!". Eu achava que me respeitava pq não tenho o costume de sair encher a cara, e ficar com o primeiro cara que aparece. Até o dia em que conheci uma garota que saía, enchia a cara e beijava um desconhecido e simplesmente se respeitava e amava.

Como? Eu não sei, porém ela seguia seus desejos e não depositava sua felicidade nos ombros de alguém que não fosse ela mesma. Isso me despertou uma curiosidade. Não que eu vá sair por aí agarrando qualquer ser do sexo oposto, foi mais a parte de SE ACEITAR.
Saber o tipo de mulher que você é, estar segura de que suas ações e pensamentos condizem com seu coração, não deixar ninguém te humilhar ou pisar. Isso é se respeitar. O nosso mal nos relacionamentos, é se entregar logo de cara. A gente facilita tudo. Cancela programas para vê-lo, fica com o celular perto e no primeiro toque atende, fica planejando a roupa que usará no domingo com ele- detalhe, isso na segunda-feira.

Se a gente dá tudo de bandeja (literalmente ou não) porque diabos ele se esforçaria para conquistá-la? Ele tem tudo sem nem mover um dedo!
E quando chega o grande dia, nos matamos para que cada pelinho da sobrancelha esteja no lugar, a calcinha não esteja marcando ou evidenciando a barriguinha (eu chamo de excesso de gostosura). Lápis borrar? Jamais! Tudo tem que sair PER-FEI-TO! Só que nunca sai.
E quando ele fala que vai ligar e não liga? Hmmmm sai de baixo! Ficamos furiosas! "Não nasci para isso" rosnamos em meio a lágrimas. E concordo plenamente, não nascemos mesmo!
Se ele não ligou quando ia ligar é bem simples. Preparem-se para a revelação:

- F*DA-SE!

Você tem vida própria e sua felicidade não pode girar em torno de 10 minutos de palavras trocadas ao telefone, pelo amor de Deus. Às vezes eles fazem isso para testar, do tipo "vamos ver o quanto eu importo para ela", e se você o questiona na primeira oportunidade “PQ NAO LIGOU ANTES?!” dá exatamente o gostinho de ‘estou no controle’ a ele!
A outra opção (se ele não te ligou) é mais simples ainda. Ele não tá nem aí para você.
E quer saber, pode doer, mas é a melhor coisa que poderia ter lhe acontecido. Falando sério. Lembra do mala que sumiu após o primeiro encontro, porque não aceitou bem o fato de eu não ter cedido aos encantos supostamente irresistíveis dele? Então! No começo me senti ligeiramente rejeitada, mas analisando bem, quem foi rejeitado foi ele. E o melhor, não precisei dizer uma só palavra. Ele se tocou que não dava conta de ter um baita mulherão com idéias próprias – e humilde - ao seu lado e “rapou” fora.

E qual foi minha reação? Eu poderia ter chorado, ligado sem parar, tentado entender o que fiz de errado, e até me arrepender de ter sido firme. Para minha própria surpresa foi diferente!

Por falta de Adeus, tchau, tchau benzinho! Que o diab* te carregue!

Nosso maior erro quando essas situações ocorrem, é achar que nunca encontraremos alguém que nos faça sentir o que sentiamos quando estávamos com ele.

Saia dessa utopia da metade da laranja! O mundo tem bilhões, trilhões e mais õeess de pessoas, é impossível que só tenha um cara que lhe agrade. E às vezes ele nem é tudo isso! É só uma questão de insistência nossa, afinal dá medo começar tudo do 0 com alguém e ficamos presa naquele papo de "Nós temos uma história". Que história toda é essa? Será que ela só existe na sua cabeça? Afinal ele fazendo você chorar, você+chocolate = engordar, não é nada romântico...

Quem nunca conheceu aquela irmã de uma amiga que se apaixonou perdidamente e em menos de um ano se casou (e está casada até hoje e feliz)?

As vezes você pode conseguir ir do 0 a 100 em menos de dois meses... Tem que arriscar. Se de a chance de encontrar alguém que combine com você, que a trate como uma rainha.
Sabe quem tem todo o poder de fazer você sentir-se especial? Lhe darei só uma chance em...


Você.

Então porque não o faz?