domingo, 27 de setembro de 2009

Ou dá ou desce!


Acho que todas nós já passamos por uma relação que de tão cansativa e desgastante, chega uma hora em que é necessário tomar um posicionamento.

Que os homens são folgados e se acostumam rapidamente com o que não devem isso é fato, mas nós temos culpa no cartório. Queremos tanto que de certo, que facilitamos tudo, transformando a estadia dele em nossas vidas algo extremamente confortável a ele, e doloroso a nós.
Isso está errado. Tenho certeza de que você quer alguém que QUEIRA estar com você, ouvir sua voz, aparecer de surpresa para te dar boa noite. E não você ter orquestrado tudo habilmente de modo que você se encaixe na agenda dele.
Isso dói. Estar nos braços dele, sentir que é única, é algo que não existe palavras para explicar. Eu entendo, mas como você se sente quando ele coloca a calça e fala que tem que ir? Como se sente quando ele fala "ligo em um minuto" e horas se passam? Ou então cada mínima ação dele demonstra que você é a última na lista de prioridades dele? E eu te respondo: você sente-se um lixo. Mais pelo fato de que você mesma se recrimina por prestar tal papel, do que pela atitude dele em si. Aí vem a apelação número um, "Eu gosto dele, o amo, por isso aceito". Querida, você pode amá-lo e se entregar de corpo e alma, a questão é - e ele?
Do mesmo modo que você deseja ter um namorado, alguém que você possa contar nas situações mais difíceis de sua vida, que lhe faça sorrir só de ouvir sua voz, e seu coração dispare ao avistar sua face - e você tem direito de querer isso - ele tem o direito de não querer. Simples assim. Só que as coisas devem ser colocadas em pratos limpos. Se ele não tem caráter para dizer "Olha benzinho você é só mais uma transa gostosa e quero que continue assim", você tem que ter coragem de dizer "Olha meu amor, eu mereço mais que isso e me recuso a fazer tal papel, ou temos algo sério, ou melhor parar por aqui" - e realmente parar de se prestar a essa situação.
A gente tem medo né? De colocá-lo “na parede” e ele sumir. Por isso é tão difícil! Aí você me fala "Larissa uma coisa é falar outra é fazer” concordo plenamente, e eu não escrevo nada aqui, que já não tenha passado. Homens só respondem a atitudes. Palavras eles ignoram, pensam “aaah, ela vai ficar me enchendo? Vou sumir por uns tempos e aí veremos que manda”. Já atitudes os desnorteiam, “Nossa, ela sumiu! Deve estar falando sério! Melhor eu dar um jeito nisso”.
A primeira pessoa a quem você deve ser fiel, é a si mesma. Seja corajosa, é a sua felicidade que está em jogo. Pode doer agora, mas nada acontece por acaso. Se você quer tentar ser oficialmente a “disk-sexo”, com toda minha sinceridade - Boa Sorte! Mas lhe aviso, passarinho que come pedra sabe bem o c* que tem.
Seja fiel a você. O maior segredo é manter sua posição, por mais difícil que seja.

4 comentários:

  1. Menina, FALOU TUDO! A DO REI kkkk, sério, amei de coração :O, ajudou MUITO!!!

    ResponderExcluir
  2. sou qe nem você :D
    do ano passado pra ca, ajo com a razão por mas qe "doa" mas antes pensar na gente do qe nos outros.

    ResponderExcluir
  3. larissaaa, fiquei fã do seu blog..não preciso nem de terapia mais...rsrs

    ResponderExcluir