domingo, 24 de maio de 2009

Quando a cabeça não pensa, alguma coisa paga...




Sempre que estamos em conflito, tristes com algum fato ocorrido, sem saber o que fazer, confusas (resumindo qualquer situação traumática, geralmente motivada pelo sexo oposto) parece que sentimos uma ânsia em mudar. Como se o fato de modificar a cor do cabelo, cortá-lo, ou o descolorir fosse apagar o sofrimento, e trazer um futuro promissor cheio de alegria e autoconfiança...
A se meu cabelo falasse. Ele já foi laranja (tipo mechas, parecia uma zebra rebelde), descolorido, vermelho, castanho escuro, preto azulado, e adivinha só? Nenhuma mudança externa trouxe a paz interna que buscava. Chato né?
Seria tão bom se uma coisa simples e barata (hoje em dia coloração custa no máximo 25 reais) pudesse resolver os conflitos que tenho aqui dentro... Mas adivinha só meninas, não resolve. E sinceramente piora, pois chega um determinado momento em que você percebe isso. E aí bate o arrependimento.
Eu entendo, pois já passei por isso tantas vezes que faço de tudo para alertar quem não passou. Não adianta, esse método de superar dificuldades é simplesmente ineficaz.
Para quem poupa o cabelo, mas não o estomago não pense que sairá impune. Atacar o armário de bolachas e chocolate também não vai lhe ajudar a superar uma decepção ou tristeza. Pelo contrário, eu diria que a dor do “estomago cheio” não alivia em nada o sofrimento, assim como quem pratica o ataque capilar, em determinado momento você nota que não adiantou nada.
Se adiantasse seria Phd em resolução de conflitos internos.

Eu descobri o modo mais eficaz (porém não menos doloroso) de superar alguma situação. É refletindo. Já cometi tantos erros, tentando fugir do que realmente sou, experimentando ser de outra forma, vamos ver se você adivinha: não funciona.
Você tem que pensar nas suas atitudes, pensar no que busca e principalmente no que é. De modo que chegue a um resultado. As experiências tristes em relacionamentos são válidas, pois assim aprendemos exatamente o que não queremos em futuras relações. E como tudo tem os dois lados, os pontos positivos de uma relação merecem ser guardados, de modo que você vá montando em sua mente o que busca. Ninguém encontra, se não sabe o que procura. Lembre-se disso e deixe seus cabelos, unhas ( para quem as rói até o "sabugo" do dedo) e estômagos em paz.

Um comentário:

  1. Exato !!!
    Já alterei meu cabelo na esperança de que isso solucionaria a minha decepção amorosa ou que esta mudança pudesse de alguma forma me fazer ser notada por "ele" ...
    Mas não funciona mesmo ,aliás só não funciona como tbm depois da um trabalhão para o cabelo voltar ao normal!!!

    ResponderExcluir