sábado, 4 de julho de 2009

Cortando o mal supostamente necessário...


Porque será que toda mulher tem o seu "calcanhar de Aquiles"?
Por mais forte, determinada, guerreira que ela seja, ela tem um ponto fraco (você deve ter questionado e quem não tem? Você já vai entender onde quero chegar).
Nosso ponto fraco é o coração. A gente sabe exatamente o tipo de cara que queremos, e como desejamos ser tratadas - afinal não somos retardadas pelo amor de Deus- a questão é como deixamos acontecer tudo aquilo que não queremos?
Como deixamos eles nos pisarem, nos rejeitarem, esperando telefonemas e saídas que não ocorrerão. Como deixamos?

Os amamos demais, ou nos amamos de menos?

Conheço mulheres maravilhosas, carreiras brilhantes, pessoas notáveis que, entretanto estão presas emocionalmente a homens-crianças, anos e anos, e até mesmo décadas.
Não preciso ir muito longe, a mulher mais maravilhosa que conheço, aquela em que me espelho profissionalmente, é presa a um passado tão medíocre e inferior a ponto de admitir que seja muito fraco para assumi-la.
Eu estava no mesmo caminho. Já ia completar um ano de idas e voltas, sorrisos e lágrimas, altos e baixos, quando ela vira para mim e fala “Eu não quero que você tenha a mesma vida que eu, você é nova. Seja forte!”. Esse apelo foi tão intenso, que consegui me afastar dele, a enxergar as coisas como são.
Esse é o primeiro passo para superar: enxergar a situação como ela é! – isso dói.
Se ele gostasse de você, se a amasse assim como você o ama, ele ligaria para seu celular, telefonaria implorando por uma segunda (no meu caso centésima) chance, mandaria flores no seu trabalho, ficaria esperando você na porta da sua casa se fosse preciso. Resumindo ele iria atrás de você, não desperdiçaria nem um segundo com medo de perdê-la para sempre. E onde ele está agora?
Não importa. O que importa é que todo mundo tem escolha. E ele escolheu ficar longe de você.
Desperdiçou todo amor e sinceridade que você tinha colocado a disposição dele. Então porque diabos você quer mantê-lo em sua vida? Ele claramente não a quer na dele. Pode querer um dia ou dois por semana, ou então por uma noite, mas você vai se contentar com isso? Sabendo que merece e que pode ter muito mais?
Para que fechar as portas se você pode encontrar uma pessoa que lhe faça realmente feliz? Porque se contentar? Assim como enxergar a situação como ela é, é o primeiro passo. Enxergar a mulher fantástica que você é, é o segundo.
Chega de ser sempre a vítima, você passou cada dia, minuto e segundo nessa situação, mas agora chega. Você se doou, foi educada, sincera, carinhosa... A troco de quê?
Ele não valorizou! Tenho certeza que existe um homem que irá valorizá-la como merece, mas você precisa dar a chance. Chance a você, de ser realmente feliz. Se de a chance, esqueça-o.

Nenhum comentário:

Postar um comentário