sábado, 8 de janeiro de 2011

Eu simplesmente não estou mais afim....E agora?


Há quem leia o título e pense "Han?". Escrito a pedido da minha amiga A que enfrentou bravamente essa situação (assim espero rs).




Pois bem ávidas leitoras, se me perguntarem se é possível se interessar por um cara, e depois perder o interesse, eu respondo: é possível. Veja se você já passou por essa situação: Você conhece o cara, tudo vai bem, ele demonstra que é diferente dos outros... Te trata feito uma princesa! Que ótimo! aquele sentimento de "AGORA VAI!" vai crescendo no peito até que... PUF.... aquele empolgol que vc estava tomando se vai, e de repente você não quer mais vê-lo e sente pena ao pensar "Como vou dispensá-lo?". Para piorar ele liga sempre, manda recados fofos por sms, msn... Envia os emails de "Bom dia!" que você tanto já quis receber de alguém... E ai ele fala "Eu te adoro!" (próximo passo será o eu te amo!) e aí? E aí que você está em uma situação no mínimo chata (para não dizer foda!). Sabe por que? Por que você pode até pensar de forma egoísta e achar que é muito legal ter alguém que queira estar com você, porém é justo com ele? Se você não quiser verdadeiramente o mesmo que ele, uma hora vai transparecer e ele ficará magoado.

A gente se sente "do outro lado da linha vermelha", de repente somos o "homem" da relação.

E aí vem aquele turbilhão de emoções... Pensamos "Será que eu não gostei dele pq ele me tratou bem?","Será que eu sou, a cafa da história?"! "Será que eu só gosto de homem cachorro?".

Nada disso meninas, esse tipo de questionamento só nos angustia! Você sabe bem que não dá para controlar os sentimentos e quando a gente gosta de alguém porém vê que gostaria que a pessoa fosse diferente, não vai dar certo... "Ah se ele fosse mais atirado", "Ah se ele fosse menos atirado", "Ah se ele fosse menos acelerado", "Ah se ele fosse mais alto", "Ah se ele fosse mais magro/gordo/moreno/loiro/barbudo/sem pêlos".... Enfim... mulher tem disso. Não somos SUPER EXIGENTES, só sabemos o que queremos ué...


Resumindo mulherada, se você está com alguém que você olha e não pensa "Hmmm! como ele é TUDO" - mesmo que para os outros não sejam. Rapa fora!


Seja sincera com ele (na medida do possível, afinal ninguém gosta de ouvir "Ah entao, é que percebi que perdi o interesse em você"). Explique que você estava sim gostando dele, e empolgada com a situação, porém percebeu que não é exatamente o que deseja nesse momento ( se envolver, começar uma relação- e não é que você não queira namorar, você até quer, mas sabe que não será com ele). Ele tem o direito de ficar sentido - assim como vc já ficou quando aconteceu com vc- porém o segredo está em ser polida e objetiva. Nada de ficar enrolando o pobre moço. Pense que ele tem o direito de ser feliz e ser amado por completo. Se coloque no lugar dele, você iria querer ficar com alguém que pensasse "Ah se ela fosse mais magra/gorda/simpática/loira/morena/inteligente etc etc". A resposta é Não! Afinal todos querem ser amados como somos, defeitos e qualidades.


É chato demais. Poxa o cara foi super legal com você mas.... Não rolou! Por outro lado essa situação é boa, para você ver que as vezes que um cara não estava afim de você, e te dispensou não era nada pessoal... Simplesmente você não era a "outra metade" dele... Acho que se tivesse aprendido isso antes, teria poupado alguns litros de lágrimas né? Lembrei de um episódio de Sex and The City, em que a Miranda é dispensada por um cara e se sente libertada quando percebe que "Ele simplesmente não estava afim", ela para de ficar pensando que algum possível defeito dela é que afastou o cara... É simples, quando não é para ser (e sabemos disso), para quê postergar uma decisão inevitável? Melhor cortar antes que alguém possa sair ferido disso.


Boa sorte a quem está passando ou passará por isso... Minha vez já foi há uns 2 anos e sei que não é bolinho! E hoje posso dizer que uma relação recíproca (quando você o ama tanto quanto ele te ama) é a melhor coisa do mundo pois com defeito sem defeito, com ou sem bafo de manhã, mal humorado bem humorado, com ou sem dinheiro um está ali para o outro.


A verdade sempre é a saída (um pouco mais branda afinal levar toco não é facil, e você vai se surpreender ao descobrir que dar um também não! rs).

Nenhum comentário:

Postar um comentário